Cadastre-se e receba novidades de Promovol Eventos

Com gol de letra, Athletico fura a barreira e vence o Peñarol na Baixada

Com gol de letra, Athletico fura a barreira e vence o Peñarol na Baixada

Resumão

O Athletico venceu o Peñarol na noite desta terça-feira, pela primeira partida da fase de grupos da Libertadores. O jogo foi bastante complicado para o Athletico, que teve maior posse de bola, arrumou sua pontaria durante a partida, mas bateu em Dawson, o goleiro uruguaio que pegou algumas das melhores chances criadas. Só não pegou todas, porque veio um gol de letra do garoto Bissoli, que mandou para as redes no segundo tempo. O Peñarol não quis jogar, aceitou sua incapacidade de atacar e se defendeu durante todo o tempo envergonhando o histórico de um time de tantos títulos, mas que esqueceu do futebol na Arena da Baixada.

Como fica?

Com o resultado, o Athletico está na liderança do Grupo C, mas ainda aguarda o resultado de Jorge Wilstermann e Colo-Colo, que se enfrentam nesta quarta-feira. O Peñarol fica na quarta colocação.

Posse de bola, mas...

O Athletico mostrou que manda na Arena da Baixada e não deixou o Peñarol ficar com a bola no primeiro tempo. No total, o Rubro Negro teve 70% do tempo de posse, mas que não se definiu em gols. No começo, o time nem mesmo conseguiu chegar perto da área para finalizar, pois sofria com erros de passe e um bom posicionamento defensivo do Peñarol. Aos poucos, mostrando um pouco mais de velocidade e jogadas ensaiadas fetas com agilidade, os espaços foram aparecendo. Carlos Eduardo foi o mais acionado, mas, assim como todo o ataque, não encontrava facilidades. No fim, a melhor chance ficou para a bola mandada na trave por Thiago Heleno após a cobrança de escanteio. Falei do Peñarol? Não, porque o time não fez nada em campo.

E ainda teve pênalti

O Athletico poderia ter saído na frente se um pênalti claro não fosse deixado de lado pelo árbitro Éber Aquino. A bola veio alta para Nikão, que tentou do domínio, mas perdeu ela para González, que meteu a mão na bola. Em defesa do juiz, o lance aconteceu no canto esquerdo da área, perto da linha de fundo e com o árbitro sem visão.

Havia Dawson, mas também Bissoli

O Athletico renovou as esperanças em fazer um gol no segundo tempo. O script seguia o mesmo: maior posse de bola atleticana, que passou a testar mais Dawson, que se mostrou um grande goleiro. A primeira com um chute colocado de Erick de dentro da área e a segunda com uma cabeçada de Bissoli, que ele defendeu com uma mão. Com essa condição, o mapa de calor do jogo só tinha um lado: o do Peñarol, que não queria saber de ataque. A orientação era se defender e enrolar até a partida acabar, mas a justiça foi feita e com a beleza de um gol de letra. Bissoli, aos 30 minutos, recebeu belo passe de Nikão e fez de letra. Deixou a bola na área, Dawson olhando e o Peñarol ainda mais sem reação dentro da Baixada.

Moleque letrado

Bissoli tem 22 anos e está estreando em uma Libertadores, além de ter o peso de substituir Marco Ruben. Peso? Que nada, ele tira de letra. E que letra, no gol que marcou para o Athletico batendo na bola com maestria após o ótimo passe de Nikão,que também fez bonito tirando seu marcador com uma pedalada.

Próximos jogos

O Athletico já volta a jogar nesta quarta! Mas é o time de Aspirantes que entra em campo para o jogo contra o Rio Branco-PR, pelo Paranaense, onde o Furacão é líder. O jogo será na Arena da Baixada, às 20 horas. Depois, o Furacão principal volta as suas atenções para o segundo jogo da Libertadores, no Chile, contra o Colo-Colo, na próxima terça-feira.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pr

Apoio / Parceiros

Sobre a Promovol

Todos os direitos reservados a Promovoleventos.com.br